Sobre

Ler

O blogue

Filho de mil histórias é um blogue pessoal, o espaço virtual onde partilho as minhas leituras, crónicas, projetos fotográficos e encontros em viagem.

Este blogue é o sucessor do projeto Uma Foto Uma História, criado em 2013, galardoado quatro vezes com o prémio da BTL de Melhor Blogue de Fotografia de Viagem (2014, 2015, 2016 e 2018) e vencedor do principal prémio dos Momondo Bloggers Open World Awards (2017).

O autor

Nome incompleto: Gabriel Soeiro Mendes
Naturalidade: Nabantina (orgulhoso pato-bravo)
Infância: Pacata, feliz, insular
Primeiro ofício: Vendedor. De bugigangas: raízes contorcidas de árvores, pinhas secas e calhaus vendidas aos clientes da estalagem do meu avô, na Ilha do Lombo, numa banca feita de canas e ramos de eucalipto. De jornais: mais especificamente do Jornal do Clube da Literatura, que eu e os meus amigos produzíamos com uma máquina de escrever e colagens. De sandes, bebidas e gelados: numa cabana de madeira assente numa plataforma-ilha flutuante, a quem passava de barco no meio da albufeira de Castelo de Bode
O que queria ser quando fosse grande: primeiro, detetive; depois, jornalista
Primeiras leituras: Enid Blyton, Tolkien, Robin Cook e Stephen Lawhead
Formação: entre obrigatória e autodidata: humanidades, jornalismo, marketing, fotografia e escrita
Primeiro emprego: pôr Portugal no mapa: um ano a cartografar as estradas do continente e Açores, e a fotografar todos os pontos de interesse por que passava
Ocupações posteriores: jornalista, fotógrafo, gestor de projetos editoriais, copywriter, coordenador editorial, revisor de texto, formador de fotografia, blogger. Leitor e viajante compulsivo
Morada: raízes algo saltimbancas: já se cravaram em terras abrantinas, tripeiras e alfacinhas, para depois regressarem e se fixarem (até quando?) a território ribatejano
Estado civil: não é complicado: casado
Viagens memoráveis: comboio Lisboa-Istanbul no pico do inverno, três dias a caminhar no caminho inca, o Expresso do Leste (atravessando a Anatólia), Amazónia, China, Índia e Japão
Livros que marcaram: Walden, Lolita, Moby Dick, O Velho que Lia Romances de Amor, Ensaio Sobre a Cegueira, A Insustentável Leveza do Ser, A Invenção de Morel
Lemas: A adversidade fortalece o caráter / Por muito mal que nos corra a vida, há sempre alguém que nos inveja / A vida é uma estreia sem ensaio / Para abrigar um homem tão bom é o colmo como o ouro (Séneca) / É somente em face da morte que o ser do homem nasce (Santo Agostinho) / Temos arte, por isso não morreremos de demasiada realidade (Nietzsche)
Inventário geral de interesses: o cheiro dos livros; as nuvens; bosques de carvalho; a bruma das manhãs de outono; quadrilhas de estorninhos dançando no céu; filmes do Miyazaki; olhar o mundo da janela de um comboio; o beijo da luz dourada da manhã; pirilampos; deambular numa cidade estrangeira à procura daquela livraria onde talvez encontre, numa estante meio escondida, um tesouro
Planos para os meses finais: reclusão num bosque de cedros; escrever as minhas memórias; morrer a dormir, sonhando com a possibilidade de um qualquer paraíso

PRÉMIOS, MENÇÕES E ENTREVISTAS

PERCURSO 

ALGUMAS REPORTAGENS PUBLICADAS

ALGUNS TRABALHOS FREELANCE

ALGUNS PROJETOS QUE GERI

OUTROS TRABALHOS FOTOGRÁFICOS 

CONTACTOS

email: gabmendes @ hotmail .com
linkedIn: @gabmendes
facebook pessoal: @gabmendes
facebook blogue: @filhodemilhistorias
instagram: @filhodemilhistorias