Felicidade numa canoa

Felicidade numa canoa. Assim se resume aquela manhã de Março, na ilha de Munroe, um pedaço de céu.

Acordámos ainda de noite, na casa da família Vimalan, à beira-rio. O nosso anfitrião, Vijeesh, é também o nosso guia, fotógrafo e condutor de canoa. De uma boa disposição e descontração difícil de encaixar no nosso modelo de sociedade, Vijeesh foi um companheiro, um amigo naqueles dias.

De origens humildes, trabalhou duro e agora faz passeios de canoa com turistas, os poucos que visitam esta ilha quase deserta. Fá-lo ao nascer do sol, quando a luz tem mil e um tons e os sons da selva estão ao rubro. Naquela manhã uma festividade religiosa fazia ecoar os seus cânticos pela floresta, dando à experiência uma sonoridade mágica.

Os passeios de Vijeesh são perfeitos: em privado, sem outros turistas, apenas com um remo e silêncio absoluto, por canais escondidos de todos. Perguntamos-lhe se trocaria aquela vida por outra. Diz que não. Como eu o compreendo. Talvez inveje até. As dificuldades podem ser muitas, mas a simplicidade da vida que levam dá a estas pessoas uma humildade cativante.

Desta vez, melhor que uma imagem é uma sequência delas, num vídeo que preparei daquela manhã. Aqui está ele.

Kerala from Gabriel Soeiro Mendes on Vimeo.