Crónicas Japonesas: o outro lado de Kyoto

As principais atracções de Kyoto, como o bairro de Gion e o Fushimi Inari, estão do lado oriental da cidade, mas na parte ocidental, no bairro de Arashiyama, há uma Kyoto diferente, mais verde, mais espaçosa, mais tranquila – o outro lado de Kyoto.

Reservámos um dia para conhecer esta zona, onde as moradias tradicionais substituem os prédios e as estradas de calçadas as de alcatrão, onde ainda existem ruas preservadas, jardins zen e florestas de bambus. Depois de Tokyo e Kyoto, esta viagem ao Japão deixou as cidades de vez e passou para as florestas e montanhas da península de Kii, uma região mais rural e, já adivinharam, que nos permitiu ter uma experiência mais enriquecedora. As cidades japonesas valem a pena, mas era este Japão mais genuíno que eu vinha à procura. Esse Japão começou em Arashiyama, o outro lado de Kyoto.