Maré alta em Michamvi

É na zona este de Zanzibar que estão as mais conhecidas e paradisíacas praias da ilha. Passei por duas delas. A primeira foi a praia de Pingwe, na província de Michamvi. Como fui na época baixa, no final do “inverno” naquela parte de África, nem sempre o tempo esteve de feição para estar na praia. O lado bom é que estava pouca gente na vila e os preços de alojamento e restauração eram mais simpáticos.

Quem for a Zanzibar com a ideia de “fazer” praia sem pesquisar muito, pode ser surpreendido pelo tipo de praias que encontra. É que aqui, na zona este, e na verdade em quase toda a ilha, o mar profundo só começa a centenas de metros de distância. Na maré baixa é preciso andar muito por terreno de algas, pedras e até ouriços do mar (levem sandálias!), para chegar ao mar e conseguir nadar. E na maré alta a água está logo ali aos nossos pés, mas nadar é difícil por causa do mar ser tão baixo.

Melhor do que os mergulhos e banhos de sol em si, o grande motivo de interesse das praias de Zanzibar, pelo menos para mim, é ficar no areal simplesmente a observar as pessoas nas suas tarefas diárias: os dhows a chegarem ao areal com a apanha do dia, os papasi (vendedores e aspirantes a guias que estão constantemente a meter conversa com os turistas) na sua rotina diária, as crianças a brincar com aquilo que tiverem à mão, os velhotes a ancorarem os barcos para não fugirem na próxima maré e as mulheres a carregarem na cabeça as algas que cultivaram e apanharam.