Notas do lago Maggiore

Não sendo propriamente um segredo dos deuses, o Lago Maggiore, entre os Alpes e a Itália mais turística, é normalmente ofuscado pelo seu vizinho mais pequeno, o Lago Como, mas tem tudo para ser um excelente destino. A norte de Milão, na província de Piemonte, o Maggiore, que é o segundo maior lago italiano (apesar de 20 por cento da sua área já se encontrar em território suíço), tem todos encantos de um lago alpino: espelho de água tranquilo, é propício a passeios de barco e à prática de desportos náuticos, florestas ideais para passeios prolongados e pitorescas vilas de montanha.

Cidades como Stresa, Lave­no e Verbania fazem parte do epicentro da atividade turística, enquanto nas pequenas vilas se pode descobrir a autenticidade do norte italiano. Destaque para Orta San Giulio (no pequeno lago Orta), com o seu Sacro Monte de nove capelas, classificado Património Mundial da UNESCO.

Mais próximo dos Alpes, o Val Vigezzo é local de romaria devido à Basilica della Madonna del Sangue, na aldeia de Re, e o idílico Val Formazza tem como principal atração a imponente cascata del Toce, onde as águas alpinas caem a uma altura de 143 metros. Tempo ainda para uma escapadela a San Domenico di Varzo, uma aldeia isolada já em pleno Parque Natural dell’Alpe Veglia (Alpes Velhos), um refúgio de paz com dezenas de fotogénicas quedas de água.