Retratos de Kerala

Regresso da Índia de coração cheio. Um país onde me sinto verdadeiramente bem, sobretudo longe das grandes cidades, onde é possível fugir à loucura urbana e ver o modo de vida deste maravilhoso povo de uma forma mais genuína. Na minha segunda viagem à Índia confirmou-se o que já havia percebido: quanto mais afastado da cidade melhor.

Para o viajante estreante essa é a minha maior recomendação: cidades como Mumbai ou Nova Delhi deverão servir apenas como porta de entrada e nada mais. Assim que aterrei em Mumbai – e após umas horas de sesta numa pensão – o meu único objectivo era apanhar o comboio e viajar para terras mais tranquilas, ou melhor, águas mais tranquilas, mas sobre isso falarei com mais pormenor em breve.

O meu destino foi o estado de Kerala, provavelmente o mais tranquilo da Índia, e também dos mais cénicos. E quando falo em cénicos não me refiro apenas às paisagens (que são de facto deslumbrantes), mas também aos rostos desta gente extremamente amável. Partilho convosco alguns dos retratos que fiz em Kerala, uma região onde é difícil recusar o ímpeto de fotografar incessantemente, tal a beleza que temos diante nós.